Especial, Literatura

[Especial] Top 5 de personagens femininas

Em homenagem ao dia da mulher, fiz um rápido Top 5 com as personagens que, ao meu ver, foram marcantes de uma forma ou de outra.

5 – Rose Hathaway (Vampire Academy, Richelle Mead)

É um pouco difícil eu me afeiçoar a protagonistas de livros YA. Porém, a Rose foi uma das primeiras meninas que me conquistou logo de cara. Sua postura de “eu sou forte, se você vier para cima de mim, vai apanhar” é meio que uma máscara que ela usa para esconder sua fragilidade. Rose é determinada e luta pelo que acredita, mesmo que isso lhe traga problemas futuros ou a machuque. É uma personagem cativante que eu não poderia deixar de colocar aqui.

 

4 – Yvaine (O Mistério da Estrela, Neil Gaiman)

 

Como não gostar da estrela irritadiça que Neil Gaiman criou? Yvaine é uma personagem que, a princípio, te diverte e te irrita ao mesmo tempo. Ela está com raiva porque caiu do céu, porque está machucada e porque Tristran Thorn faz questão de querer arrastá-la para seu plano maluco e que não tem futuro nenhum. Até o ódio por todos esses acontecimentos amainar um pouco, é impossível não rir com os xingamentos e reclamações de Yvaine, e mais impossível ainda não criar um carinho especial por essa estrela que olha para o céu com saudades de lá.

 

3 –  Mina Harker (Drácula, Bram Stoker)

 

Mina foi uma das primeiras personagens da literatura clássica que me cativou. Diferentemente de outras (e de sua amiga Lucy, cuja fragilidade me irritou bastante), ela não se mostra uma dama que precisa ser protegida o tempo inteiro. Mina luta ao lado de seu marido e de seus companheiros contra Drácula, demonstrando força e inteligência. Devo ressaltar, porém, que a personagem do livro é completamente diferente daquela apresentada no filme de Francis Ford Copolla.

 

2 – Capitu (Dom Casmurro, Machado de Assis)

Não importa se Capitu traiu ou não o Bentinho, o fato é que a jovem dos “olhos de cigana oblíqua e dissimulada” é um marco na literatura brasileira. Capitu é outra mulher a frente do seu tempo, sem dúvidas. Sua sagacidade e inteligência são notórias. Para mim, ela não foi infiel porque seu amor por Bentinho e sua luta em busca da conquista desse  é bem evidente desde o início do livro. Contudo, a sua postura incomum sempre foi mal interpretada

 

1 – Morgana (Brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley)

 

Eu poderia falar de várias das personagens femininas criadas por Marion em seu universo arturiano, cada uma com sua peculiaridade. Temos Viviane, Igraine, Gwenhwyfar (ou Guinevere), Morgause, Niniane, Raven, Nimue… Mas nenhuma, nem mesmo a Senhora do Lago, foi tão marcante para mim quanto Morgana. Morgana, filha de Igraine e de Gorlois, foi muito cedo convocada a Avalon. Cresceu lá, sob os cuidados das sacerdotisas, passou por provas ferrenhas para poder, algum dia, ocupar o posto de Viviane e impedir que a ilha desaparecesse nas brumas. Morgana é uma personagem que se sobressai entre as outras. Em uma época em que as mulheres não tinham voz alguma e em que o Cristianismo está tomando força, ela deixa bem claro em quê acredita e não mede esforços para defender suas crenças. É mal vista por conta da sua independência, é chamada de bruxa várias vezes, comete vários erros… Mas é uma mulher admirável. Não é a toa que ela ganhou o primeiro lugar do meu pequeno top 5 🙂

E para vocês? Quais mulheres são admiráveis na literatura? E na vida real?
Desejo a todas um feliz dia da mulher 🙂

Previous Post Next Post

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply lucas março 25, 2013 at 7:44 pm

    ahhh ! amei a lista ^^ , gostei da presença da capitu na lista ^^ !

    • Reply Kamile Girão março 30, 2013 at 1:27 pm

      Obrigada, querido! Capitu é tudo de bom, né? 🙂

  • Reply Ricardo Bauler janeiro 11, 2016 at 11:55 pm

    Estava terminando de ler sua lista já pensando em fazer a minha e, quando chego ao fim, uma surpresa, você já havia tido a mesma ideia que eu: Morgana. Ela é simplesmente fantástica. Mina Harker também – ainda mais interpretada por Winona Ryder, na minha opinião, do que na versão original de BRam Stoker (ao contrário de Morgana, que em sua versão original jamais foi superada).

    Completando meu top 10:

    A Pequena Sereia do conto de Hans Christian ANdersen. BEla, na versão de Madame de Beaumont de A Bela e a Fera. Nancy, em Oliver Twist de Charles Dickens. Virginia, Fantasma de Canterville de OScar Wilde. Clara, de La Casa de LOs Espiritos de ISabel Allende. Laura, em O Perfume – A História de um Assassino. Katrina em Sleepy Hollow de Washinton Irving. Esmeralda, O Corcunda de Notre Dame.

    Tenho direito a uma décima primeira? Sara Crewe, A Little Princess de Frances Burnet.

    • Reply Kamile janeiro 28, 2016 at 1:59 pm

      Virginia é fantástica! Mas tenho minhas desavenças com a Esmeralda original… Não simpatizei com a personagem 🙁
      Obrigada pela visita ao blog!

    Leave a Reply