Ano Novo, Livros, Mangás, Quadrinhos, Retrospectivas

[Retrospectiva 2013] – As melhores leituras do ano

(Lola, minha Pullip Grell, fotografada nesse domingo pela toda fofa da Luana Rôla )

 

Se tem uma coisa que considero bem divertida para se fazer nesses últimos dias do ano é montar retrospectivas. E 2013 foi um ano (da serpente!) super agitado e cheio de coisas boas, o que me deixa mais empolgada ainda para montar listas das melhores coisas que vi, que registrei, que li… Pensando nisso, farei uma série de posts nessa e na próxima semana apenas abordando o tema.
Vamos à de hoje?

As melhores leituras: Mangás

 1) Sailor Moon

Que eu sou louca por Sailor Moon, até a torcida do Flamengo sabe. A obra da tia Naoko Takeuchi marcou minha infância, minha pré-adolescência e adolescência e continua sendo um marco na minha vida. Porém, demorei muito tempo para poder ler o mangá (falha minha, eu sei). Assim que tive a oportunidade de comprar a edição estrangeira (beijo para quem também não tem paciência para esperar pela publicação brasileira), agarrei.
Eu sabia por alto como era a história do mangá, mas, mesmo assim, me surpreendi ao perceber que ele é bem mais adulto que o anime. Bem mais. O ponto que mais me chamou atenção  fora a pegação ente Usagi e Mamoru foi o aspecto dos inimigos, que, no desenho, chegam a ser ridículos. Esqueçam aquela aparência tosquinha. No mangá, eles realmente são assustadores!
Ainda não terminei de ler Sailor Moon, parei na quarta edição. Mas, mesmo não tendo concluído a leitura, posso dizer com segurança que a qualidade do mangá é alta, que o traço da tia Takeuchi se mostra ainda mais apaixonante e que já estou me organizando para castigar os inimigos em nome da lua.

2) 1 litro de lágrimas

O diário da jovem Aya Kito, uma estudante japonesa que sofre de degeneração espinocerebelar, foi transformado em mangá pelo desenhista Kita em 2006. A história é baseada em fatos reais e, acredite: ela é realmente capaz de te fazer derramar muitas lágrimas, quando não um litro!
Não lembro como conheci a existência do mangá, mas o título sempre me chamou atenção (confesso: não gostei dele a princípio, o achei muito exagerado) e comprei meu volume no Sana. Li no mesmo dia e terminei a edição com os olhos marejados. O desenho de Kita é uma coisa linda, que ganha proporções ainda maiores pela história, narrada com tanta sensibilidade. É impossível se manter imparcial a esta one-shot, você vai se envolver de uma forma ou de outra. Não foi a toa que 1 Litro de Lágrimas entrou nessa lista.

As melhores leituras: HQ’s

1) Fábulas

Comecei a ler Fábulas no computador no ano passado, mas, a partir de certo volume, meus arquivos estavam corrompidos. Por incentivo de uma amiga minha, que me deu a edição 5 publicada pela Panini, resolvi começar a colecionar a HQ. Pausei minha leitura e voltei somente nesse ano, quando consegui completar a coleção e, por consequência, lê-la na íntegra.
Para quem não sabe, Fábulas é um quadrinho que aborda a vida dos personagens de contos de fadas na Nova Iorque contemporânea. Expulsos de suas terras natais por um inimigo a quem chamam de “Adversário”, os heróis (e vilões!) das historinhas infantis se refugiam em uma comunidade no coração de NY. Se a premissa já é chamativa o suficiente, a HQ corresponde a todas as expectativas.

2) Kick Ass

Admito que meu primeiro contato com Kick Ass foi o primeiro filme (Aaron Taylor Johnson e Chloë Moretz), no final de 2010. A paixão pela história foi instantânea. Um loser que tenta ser herói e combater o mal sem poder nenhum, uma garotinha que nem chegou na puberdade e que já consegue matar meio mundo ao lado do seu pai? Tô dentro!
O quadrinho, porém, só chegou nas minhas mãos também nesse ano, e a leitura não foi menos atrativa ou menos satisfatória do que o filme. Sangue jorra em cada página, Dave Lizewski parece ainda mais sem noção do que no longa e Hit-Girl, mais badass – pratos cheios para que a leitura da HQ já tenha valido o ano.  Já estou com meu volume 2 aqui (obrigada, Angélica!), esperando ser devorado.

As melhores leituras: Livros


1)  Como eu era antes de você – Jojo Moyers

No meio do ano, fiz a resenha deste livro que, para mim, foi uma das melhores (senão a melhor) leituras desse ano. Além de ter me afeiçoado completamente aos personagens, ao enredo e até mesmo ao lugar onde a história se passa, a escrita da Moyers me cativou de uma forma única.
Se vocês quiserem conferir a resenha, em que falo melhor sobre minhas impressões sobre o livro, é só clicar aqui.

2) A Culpa é das Estrelas – John Green
“Alguns infinitos são maiores que outros”
John Green não apenas me conquistou com a história comovente de Hazel Grace, como também se alimentou das minhas lágrimas. A Culpa é das Estrelas tem todos os elementos que o tornaram um dos meus mais queridinhos livros: uma excelente narrativa em primeira pessoa, permeada por sarcasmo e humor-negro; um drama muito bem elaborado e uma história de amor linda. Não foi à toa que ele entrou na minha lista de favoritos.
Para quem quiser conferir a resenha feita no início do ano, é só clicar aqui.

3) Percy Jackson e os Olimpianos

Sabe aquela série que, a princípio, parecia que não tinha nada para te conquistar porque simplesmente não te chamou a atenção? Foi assim que começou a minha relação com Percy Jackson e Os Olimpianos. Soube da existência da saga, não tive interesse de ler… Até que ganhei a coleção inteira no meu aniversário de dezoito anos. Não me restava escapatória: eu precisava conhecer a série que meus amigos se preocuparam tanto em me presentear.
Dois anos depois, me propus, ainda sem ânimo algum, a ler a saga, que estava esquecida na minha prateleira. E, depois de ter pego o primeiro livro, me perguntei porque procrastinei tanto a leitura. Percy Jackson é uma série maravilhosa! A história é fluida, divertida e emocionante, além de ter personagens carismáticos (a lista é gigantesca). Demorei pouco para terminar os cinco livros, que entraram na lista dos favoritos facilmente.

4) Jogos Vorazes

Outra série que me surpreendeu positivamente foi Jogos Vorazes. Tal como Percy Jackson, eu não me empolguei tanto com os livros a priori, mas resolvi dar uma chance ao primeiro filme, que estreou ano passado. Como realmente gostei do longa, resolvi comprar a trilogia em 2012 e ver no que dava. A minha longa lista de “a ser lidos”, porém, empurrou a leitura da distopia para esse ano.
Não me arrependi nem um pouco por ter dado essa chance a Jogos Vorazes. Os livros foram lidos em pouco tempo (com a exceção de A Esperança que, por causa do seu ritmo lento nas primeiras páginas, me fez demorar a concluir) e, até hoje, penso com certo amargor no final da série (quem leu, sabe do que estou falando). Foi uma leitura intensa e que mexeu bastante comigo.
Para quem quiser ler a resenha sobre a série, é só clicar aqui.

5) Ratos

Para concluir a lista, nada melhor do que citar um dos mais tensos livros lidos em 2013: Ratos. Além da narrativa magistral e belíssima de Gordon Reece, foi impossível não ficar nervosa com a história da jovem Shelley e da sua mãe, caracterizadas ao longo da narrativa como duas ratas que estavam cansadas de estar nessa posição. O livro inteiro causa expectativa e ansiedade, e não é possível largá-lo antes do fim. Valeu muito a pena.
Também saiu resenha dele, no início do ano. Quem tiver curiosidade, é só clicar aqui.

E para vocês? Quais foram as melhores leituras de 2013?

Abraços e até a próxima ^_^

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

  • Reply Luciane Rangel dezembro 18, 2013 at 8:49 pm

    Sailor Moon é VIDA! *_* Não me canso de dizer isso rs… Mas, vergonhosamente, ainda não li o mangá =( Li alguns capítulos pelo PC, mas não li completo. Estou na espera ansiosa e angustiante pelo lançamento!

    1 litro de lágrimas eu tbm não li o mangá, mas vi o dorama e posso afirmar que um litro é pouco perto do que se derrama com essa história. Nossa, angustiante demais! Conseguiu ganhar de “O túmulo dos vagalumes”, que pra mim era a história japonesa mais triste de todos os tempos rs…

    Quanto aos livros e HQs, não li nenhum deles, acredita? =( Esse ano foi fraco de leitura pra mim, pois a minha vida ficou mais corrida do que nunca. 90% do que li foi fazendo revisão, ou obrigada pela faculdade rs… Me deu vontade de fazer um post de retrospectiva também! rs

    Beijos, Kami! =***

    • Reply Kamile Girão dezembro 18, 2013 at 10:50 pm

      Sei bem como é esse perrengue com faculdade, Luci :(( Acho que só consegui ler mais nesse ano porque passei pelo meu período de indecisão com a vida no meio do ano e fiquei um tempo sem ter muito o que fazer em casa… Aí acabei compensando ao atualizar minha lista de leitura xD
      Estou muito ansiosa para ver o dorama de 1 Litro de Lágrimas. Sinto que irei me desmanchar em DOIS litros de lágrimas.
      Ficarei aguardando o seu post <3
      Beijão, e obrigada pela visita <3

    Leave a Reply