Literatura, Livros, Resenhas

[Resenha] Golem e o Gênio – Helene Wecker

gg3

Golem e o Gênio (DarkSide, 2015), como o próprio título denuncia, narra a história dessas duas criaturas mágicas que se encontram ao acaso numa Nova York do início do século XX. De um lado, temos Chava, a Golem, uma mulher feita de barro que foi criada para ser a esposa de um jovem alemão que está tentando a sorte na América. No entanto, após um determinado acontecimento, a Golem aporta sozinha nos Estados Unidos, sem ter a quem recorrer.

Do outro lado, temos Amhad, o gênio, essa criatura de fogo e espírito livre que, depois de mil anos preso dentro de um jarro de azeite, se vê livre na América dos anos 1890. Libertado por um latoeiro, o gênio se vê trancafiado em sua forma humana, sem qualquer chance de se libertar ou memórias que possam lhe explicar o que aconteceu.

gg1

É nesse contexto que a história desses dois seres mágicos tão diferentes – um advindo da mitologia hebraica, o outro da árabe – se desenvolve.  O livro não tem pressa para acontecer ou para entregar logo os pontos – cada fato importante para o desenvolvimento da narrativa é descrito com cuidado para que nenhum detalhe se perca. Esse andar lento pode dificuldade a leitura num primeiro momento e deixar o leitor ansioso para saber onde aqueles fatos vão parar, mas é necessário passar por esse processo para compreender a história. Helene Wecker não deixa nada solto. Todo o enredo é bem costurado, e cada detalhe é importante para o culminar da ação. E daí por diante, o livro tira seu fôlego.

gg7

Eu me liguei muito aos protagonistas da história – principalmente à Chava e suas inocência e boa vontade. Ela me cativou de cara e, com certeza, se tornou uma das minhas personagens favoritas. Ahmad é o seu contraponto e representa claramente o elemento que o constitui – é tempestuoso, temperamental e extremamente orgulhoso. Por conta dessas personalidades tão diferentes, a amizade entre ambos tem seus momentos de fagulha, mas um aprende com o outro.

gg8

Os outros personagens também são encantadores e possuem seus méritos. O plano de fundo da narrativa foi ricamente construído, e você percebe o cuidado que a autora teve com sua pesquisa – ela mesma garantiu que esse processo foi mais demorado do que a própria concepção do livro. E, como a cereja do bolo, temos a edição primorosa da DarkSide. A editora vem cada vez mais conquistando o meu coração com seu cuidado no projeto gráfico dos seus livros. Cada detalhe é de encher os olhos: a diagramação com elementos que lembram arabescos árabes; as cores que nos remetem à riqueza das duas culturas trabalhadas no livro e às noites na Nova York industrializada; a capa de laminação macia… Tudo vale o investimento feito nessa edição primorosa.

gg4

Golem e o Gênio, sem dúvida alguma, foi uma das minhas melhores leituras de 2016 e o livro entrou na lista dos meus favoritos. É aquele tipo de fantasia urbana que todo fã do gênero precisa ler – e não apenas por conta da temática original, mas também pela riqueza narrativa com a qual a história é construída. É leitura obrigatória.

Previous Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply